Uma carta de adeus...


Autora: Gláucia Figueredo.


Não te quero nenhum mau, porque te gosto demais. Sonhei um dia estar contigo, te abraçar, te beijar e ser feliz a teu lado. Mas, o destino traiçoeiro trouxe-me notícias que fez-me desistir de lutar pelos meus sentimentos, e eles nem tiveram tempo de chegar até você.
Tive tantos sonhos e estávamos sempre juntos. Imaginava você acariciando-me com tuas mãos, beijando-me com força e dizendo palavras de amor. Foram apenas sonhos e nada mais; não tive tempo e o tempo parecia ser tão longo e meu amigo, mas, soube trair-me e acabou com tudo o que eu queria para nossas vidas.
Foram tantos sonhos e em pesadelos foram se transformar, porque a distância nos separará e sobrará comigo apenas saudades. Saudades do que... eu pergunto. Porque os sentimentos foram só meus e eles nem tiveram tempo de chegar até você. 
Sei que você agora está lendo e talvez se perguntando o porque de só agora eu lhe dizer dos meus sentimentos, mas, eu não podia deixar você partir sem que soubesse que deixa para trás uma pessoa que te ama e que continuará te amando para todo o sempre, porque quando se ama de verdade não há distância que apague este sentimento.
Adeus meu amor, e seja bastante feliz onde quer que vá, e saiba que irá sempre contigo um pedaço de mim.
Adeus!...
Felicidades eu desejo, porque tentarei ser feliz mesmo sabendo que é impossível ser feliz sem você.
Adeus!...


Olhe!

Quando estiveres longe e uma lágrima de seus olhos sair, saiba que é apenas uma gota dos meus olhos que chegam até você, pois, estarei sempre chorando por não te ter.